O autor

Blog FLOW

Compartilhe

Líderes encaram o volátil e o incerto


A subsidiária da Harvard Business School, a Harvard Business Publishing, publicou relatório que traz as oito características que os líderes devem ter para encarar as complexidades que hoje permeiam a gestão de negócios.

O documento, intitulado “Leading Now: Critical Capabilities for a Complex World“, revela os desafios que os executivos enfrentam, diante dos avanços tecnológicos que afetam todos os aspectos do negócio, do lançamento de produto à gestão de equipes virtuais, multiculturais e com integrantes de diferentes gerações. Para engajar, reter e potencializar os pontos fortes dos colaboradores, as empresas terão de reavaliar políticas e práticas que atraem diversos grupos.

Tanto que 41% dos líderes que responderam à pesquisa “Act Like a Leader, Think Like a Leader” – também citada no relatório – afirmaram que o número de pessoas que reporta para eles cresceu 30% de 2011 a 2013.

Ray Carvey, vice-presidente executivo de aprendizado corporativo da Harvard Business Publishing, descreve o mundo dos negócios de hoje como “volátil, incerto, complexo e ambíguo” e diz que é crucial permanecer produtivo por esse momento de mudança.

Para ser um líder eficaz, segundo o relatório, é preciso:

Gerir complexidades

Líderes com essa habilidade são especializados na solução de problemas e na tomada de decisão em sistemas que mudam rapidamente. Eles devem avaliar a complexidade de uma situação e escolher os cursos de ação apropriados.

Gerir negócios globais

Os executivos precisam lidar com as decisões do dia a dia, ao mesmo tempo que mantêm o foco global, o que inclui avaliar o que está acontecendo com os consumidores, os concorrentes, a economia e a política dos mercados em que a empresa opera.

Agir estrategicamente

Enquanto as práticas mais antigas se concentram no desenvolvimento de estratégias a longo prazo, o mundo de hoje exige um processo mais contínuo: os líderes devem estar sempre preparados para ajustar suas estratégias para capturar oportunidades emergentes ou enfrentar desafios inesperados.

Promover a inovação

Nenhuma estratégia pode sustentar a vantagem competitiva de uma empresa indefinidamente. Por mais bem-sucedida que a companhia seja, o líder deve sempre dar ênfase à inovação. Líderes efetivos entendem isso e estão focados em levar o negócio para o próximo nível.

Alavancar as redes

Líderes bem-sucedidos colocam seu network a favor da organização, contribuindo para que ela estreite a relação com clientes, fornecedores, parceiros estratégicos e até concorrentes.

Inspirar o envolvimento

É absolutamente crucial manter os funcionários em todos os níveis de uma organização interessados ​​e envolvidos no trabalho que está sendo feito. Só assim eles serão capazes de criar valor para a companhia. Cabe ao líder assegurar que os funcionários realmente sentem que estão fazendo a diferença.

Adaptar-se ao novo

Em ambientes complexos e ágeis, não há espaço para a mentalidade “sempre fizemos assim”. É preciso olhar novas realidades para detectar e aproveitar oportunidades valiosas.

Cultivar a agilidade de aprendizagem

À medida que as estratégias e modelos de negócios evoluem, o executivo deve acompanhar as mudanças e encontrar oportunidades para aprender, refletindo sobre seus sucessos e falhas.