O autor

Blog FLOW

Compartilhe

Preparação mental a favor do alto desempenho


Dan McGinn é editor sênior da revista Harvard Business Review e autor do livro Psyched Up: How the Science of Mental Preparation Can Help You Succeed (numa tradução literal: “Esteja mentalmente preparado: como a ciência da preparação mental por ajudá-lo a ter sucesso”).

 

Ele concedeu uma entrevista para a revista americana sobre as descobertas da sua pesquisa com grandes atletas, artistas e cirurgiões. McGinn conta como eles se preparam antes de entrarem em ação e a FLOW traz um resumo dessa conversa inspiradora.

 

O autor relata que, antes de entrar em campo, os grandes atletas fazem uma preparação que os ajuda a ganhar foco e motivação. É a famosa conversa do vestiário com o treinador. Transpondo para o mundo dos negócios, quando você tem uma apresentação, entrevista ou reunião importante, como você se prepara? Provavelmente, você avalia o que vai dizer, o que vai vestir etc.

 

Rituais levam ao alto desempenho

Uma das técnicas que ele percebeu entre os profissionais de alto desempenho é o uso de rituais. O comediante Jerry Seinfeld, por exemplo, veste sua jaqueta e caminha de um lado para o outro por cinco minutos antes de entrar em cena. O cirurgião cerebral e espinal Mark McLaughlin, de New Jersey, escuta Bach no iPhone por três ou quatro minutos antes de operar.

 

Segundo o autor, pesquisas sugerem que esses pequenos rituais funcionam porque eles nos ajudam a lembrar o quanto de prática já temos e nos distraem do nervosismo.

Canalize emoções

McGinn também percebeu que não é exatamente o nível de ansiedade e adrenalina o que nos leva ao melhor desempenho. É muito mais as emoções. Canalizá-las ajuda a reduzir a ansiedade, a aumentar a confiança e a ajustar o nível de energia ao que se está tentando fazer.

 

Outra técnica é controlar padrões de pensamento e pensar nos melhores momentos de cada um. Relembrar sucessos traz a mensagem otimista e positiva de que “eu fiz isso antes, então posso fazê-lo novamente”.

 

Ele explica também que a crença de que algo tocado por alguém absorve as qualidades daquela pessoa pode ser benéfica. Constatou-se, por exemplo, que jogadores que usaram tacos de golfe de Tiger Woods melhoraram o desempenho. O próprio McGinn escreveu o livro Psyched Up usando o teclado de computador do escritor Malcolm Gladwell.

Conecte desafios a propósito

Ao observar as lições dadas por uma líder do time de vendas do website de revisões críticas Yelp, ele constatou elementos clássicos de preparação. Ela deu instruções do que fazer, foi muito empática, admitiu que estava pedindo algo difícil ao time, reconheceu o bom trabalho e disse estar grata. Mas um elemento crítico foi o que ele chama “dar significado”, quando ela tentou conectar o desafio do time com um propósito maior para a organização.

 

Para que esse tipo de preparação não acabe virando piada, McGinn diz que é preciso haver uma missão. Se você está em um time que realmente se preocupa com o que a empresa ou a equipe está tentando fazer e você acredita na causa, é mais fácil conectar os desafios e gerar motivação.

 

Leia e ouça a entrevista na íntegra: https://hbr.org/ideacast/2017/06/mental-preparation-secrets-of-top-athletes-entertainers-and-surgeons