O autor

Blog FLOW

Compartilhe

Seu time está preparado para as mudanças da Indústria 4.0?


A Deloitte ouviu 1.600 C-levels de 19 países para entender o quanto os líderes de empresas e órgãos governamentais estão preparados para aproveitar o máximo potencial da indústria 4.0 e, assim, gerar valor para seus stakeholders de forma mais ampla. Segundo o estudo, estamos na era da Quarta Revolução Industrial, que precede a ocorrida na década de 1970, quando os avanços na automação permitiram programar máquinas e redes.

 

Agora, tecnologias físicas e digitais, combinadas com análises, inteligência artificial, tecnologias cognitivas e a Internet das coisas (IoT), criam empresas digitais interconectadas e capazes de tomar decisões embasadas. Essas empresas podem se comunicar, analisar e usar dados para dirigir ações inteligentes no mundo físico.

Saiba o que executivos pensam a respeito

 

. Apesar da intensidade e da velocidade dessa Revolução, somente 14% dos entrevistados estão altamente confiantes de que suas organizações estão prontas para aproveitar totalmente as mudanças da Indústria 4.0.

 

. Apenas 25% dos C-levels pesquisados estão altamente confiantes com o fato de terem os profissionais certos e com as habilidades necessárias para dar conta das mudanças. Por outro lado, 84% dizem que estão fazendo o possível para formar o time ideal.

 

. 87% dos executivos acreditam que a Indústria 4.0 levará à mais igualdade e estabilidade.

 

. 75% dizem que os negócios terão muito mais influência do que os governos e outras entidades na formação do futuro.

 

. No entanto, menos de um quarto acreditam que suas organizações têm muita influência sobre fatores críticos, como educação, sustentabilidade e mobilidade social.

 

A pesquisa conclui que, sim, a Indústria 4.0 oferece riscos, mas também abre muitas oportunidades para novos produtos e serviços, melhorar o atendimento aos clientes, criar novos tipos de empregos e modelos de negócio. E, ao que consta do estudo, os C-levels já entenderam isso e sabem que precisam se preparar, pensando de forma mais ampla e agindo de forma mais decisiva. Só assim será possível estar à frente de uma organização que desempenha um papel de liderança, garantindo que a Indústria 4.0 atue como uma força positiva no negócio.

 

Veja o estudo completo