As transformações provocadas por ambientes competitivos já são vistas no terceiro setor. As posições de liderança de muitas entidades exigem executivos experientes em planejamento, processos de gestão e governança. A profissionalização da gestão é prioridade nas entidades que precisam se relacionar com grandes corporações e órgãos governamentais para desenvolver e implementar projetos, além de captar recursos e prestar contas aos stakeholders. Além de ter experiência com culturas organizacionais baseadas em métricas e resultados, em melhores práticas e transparência, os líderes do terceiro setor devem apresentar entre suas habilidades perspicácia para ajudar a entidade a cumprir sua missão no contexto social.

Terceiro Setor
Entidades
Fundações
ONGs