O autor

Blog FLOW

Compartilhe
  • facebook-logo
  • linkedin-logo

Inovação colaborativa revoluciona o agronegócio brasileiro


Inovação colaborativa revoluciona o agronegócio brasileiro – A Era da Inovação Aberta, na qual ideias, projetos e soluções são desenvolvidas de forma colaborativa, vem promovendo uma revolução na agropecuária brasileira. É um movimento ainda jovem, reforçado nos últimos dois anos, quando começaram a surgir startups, aceleradoras e os primeiros hubs tecnológicos especializados na área. Esta nova onda tecnológica despertou também o interesse de grandes empresas na criação de ecossistemas com a participação do meio acadêmico, investidores e empreendedores, a fim de buscar soluções não apenas para suas próprias demandas, mas capazes de repercutir em toda a cadeia do setor, beneficiando a produção nacional e o aumento de rentabilidade para todos os atores do agronegócio brasileiro.

 

É um cenário em que companhias gigantes tomam a iniciativa de conhecer o modus operandidos pequenos empreendedores digitais e sua vocação para encontrar produtos e serviços não convencionais, em uma velocidade difícil de ser acompanhada por grandes estruturas. AgTechs, como são chamadas as startups do setor, se multiplicam e se unem em um hub que passa a atrair, de maneira orgânica, os demais agentes do ecossistema que desenha este novo mundo da inovação colaborativa. Aquisições, investimentos, parcerias e novos modelos de estímulo às startups entram nos planos de empresas globais, que assimilam para si uma nova cultura em que a era do código aberto se mostra cada vez mais eficaz para alavancar o mercado como um todo.

 

É um tempo em que grandes corporações se aliam a concorrentes para incentivar jovens empreendedores a transformar ideias em soluções; agricultores passam a solicitar serviços e produtos de acordo com as necessidades observadas na experiência no campo, levando startups a buscarem respostas para estas demandas; produtores e distribuidores que usam de seu conhecimento para se transformarem em provedores de soluções; jovens, que, em gerações anteriores, só viam futuro fora da área rural e agora querem retornar às propriedades com foco no profissionalismo e nas novas tendências globais.

 

A parceria que acontece entre a FLOW Executive Finders, consultoria especializada em seleção e recrutamento de executivos, e a revista DINHEIRO RURAL, em busca de entender os processos de liderança, fez uma profunda inserção em longas entrevistas com protagonistas desse mercado em ebulição. Nas próximas páginas estão considerações de lideranças à frente de iniciativas extraordinárias, como o polo tecnológico AgTech Valley, o Vale de Piracicaba, no interior Paulista, e de ações estruturantes em companhias como Syngenta, Cargill, Raízen, Fibria, Bayer, Yara e Genesys Group. Essas companhias, no passo da inovação aberta, estão, ao mesmo tempo, ensinando e aprendendo o futuro na prática.

Boa leitura!